Skip to main content

Tratamentos para os tipos de Sorriso Gengival

Olá, pessoal, como vão? Hoje vou explicar para vocês os tipos de sorriso gengival e quais são os tratamentos para fazer as correções para esses sorrisos.

A gente tem basicamente dois tipos de sorriso gengival. Um é quando paciente tem um excesso de gengiva, então ele tem bastante tecido gengival sobre os dentes, e eles acabam ficando pequenininhos.

O segundo tipo é quando o paciente tem uma exposição de gengiva muito grande ao sorrir, isso quer dizer que ele levanta muito o lábio neste movimento, aí sim a gente consegue ver muita gengiva.

Para cada situação é um tratamento diferente e a gente precisa encará-los de uma maneira diferente. Por exemplo, vou apresentar o caso de uma paciente que tinha o sorriso gengival causado por excesso de gengiva.

Na circunstância, o dela era um excesso de gengiva unilateral, muito comum entre os pacientes. Ela possuía um lado do sorriso bem certinho e um lado com a linha dos dentes mais abaixo, que a incomodava, principalmente em fotos
em que um lado aparecia e o outro não.

Neste quadro, a indicação é uma remoção unilateral do excesso de gengiva. O lábio dela estava bonitinho, na posição certa, não era essa a questão. O problema é que do lado direito do sorriso ela tinha um excesso de gengiva sobre os dentes. Aí a gente faz uma plástica deste lado para nivelar e igualar os dois lados. E pronto, muitas vezes é o suficiente!

Já existe uma segunda situação que é quando o paciente levanta muito o lábio, há um exagero na contração. O músculo que contrai na hora do sorriso é um músculo muito forte, então acaba fazendo uma exposição exagerada.

Este não é um caso que se pode remover mais gengiva. Apresentando o caso de uma paciente com essa queixa, nós chegamos na solução aplicando botox. Eu defino o local ideal do músculo para a aplicação da toxina botulínica, usada para relaxar este músculo.

Consequentemente este músculo perde a força e assim contrai menos. Durante o processo a gente vai acompanhando o sorriso até chegar num resultado que a paciente espera. Esse procedimento é para conter o lábio, a gente faz com que ele desça um pouquinho e a paciente mostre menos gengiva.

São duas situações completamente diferentes. É muito comum que o paciente tenha as duas coisas, então como faço o procedimento normalmente?

Começo pela remoção do tecido, tiro o excesso, o paciente olha no espelho e vê se ele já está se sentindo bem e confortável com o próprio sorriso. Caso sim, nós paramos por aí. Se ele achou que ainda tem uma exposição grande, aí sim nós pensamos na segunda etapa que é a utilização do botox bloqueando a contração muscular exagerada.

Assim, nós conseguimos transformar o sorriso das duas maneiras. Quando o paciente chega para mim com esta queixa, o que acredito ser mais importante é explicar esses dois tipos de sorriso gengival e baseado nisso a gente indica um ou outro, ou até a associação dos dois tratamentos.

Bom, pessoal, é isso! Espero que vocês tenham compreendido e até a próxima! Qualquer dúvida, entre em contato com a Clínica Renata Avighi:

19 3377 7932

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *