Skip to main content

Alinhadores – Indicação e estudo de caso

Olá, tudo bem? Hoje eu gostaria de explicar para vocês o que são os alinhadores ou aparelhos invisíveis. Os alinhadores foram inventados para substituir os aparelhos fixos convencionais.

Então aquelas peças metálicas ou mesmo as peças estéticas que são coladas nos dentes para fazer a ortodontia foram substituídas por uma moldeira de acetato  fina, transparente, confortável, bem discreta e removível, permitindo ao paciente tirar e colocar o aparelho durante todo o tratamento.

As moldeiras são uma solução muito legal para pacientes adultos que não querem usar ou recolocar o aparelho fixo tradicional. Os alinhadores podem ser removidos na hora da escovação e na hora da alimentação, garantindo além do conforto estético, o conforto durante esses processos diários, queixa recorrente de pacientes que usam aparelhos fixos.

Mas como funciona esse processo? Como criamos alinhadores para um paciente? Os alinhadores são feitos de maneira totalmente digital por meio de um planejamento inicial.

O paciente interessado vem até o consultório e nós fazemos um diagnóstico e uma moldagem e a partir daí geramos um arquivo digital. Todo o nosso planejamento é feito pelo computador.

Vou exemplificar com um caso para vocês. Uma paciente que a queixa era o dente superior um pouco tortinho. Nós escaneamos a arcada dental da paciente para o computador e por ele simulamos o resultado final corrigindo o problema. Através de um programa especifico simulamos os movimentos necessários para movimentar o dente em questão e deixa-lo alinhado.

Porém, para chegar a esse resultado não é tão simples como é no computador. Eu não posso girar o dente de uma vez só, de forma brusca, nem girar essa quantidade de graus de uma só vez. É preciso fazer pequenos movimentos. No caso desta paciente foram necessários quatro movimentos para a correção.

O processo funciona assim: para cada movimento geramos três tipos de alinhadores. Um mais molinho que prepara o movimento, uma moldeira mais rígida que força um pouco mais e uma terceira ainda mais durinha que finaliza o movimento.

Assim, no caso desta paciente foram usados 12 alinhadores, três para cada movimento. A troca de alinhadores é a cada 15 dias, então esta paciente realizou o tratamento em 6 meses.

Como criamos as moldeiras? Nós geramos todos esses alinhadores pelo computador e imprimimos digitalmente. O paciente precisa vir ao consultório a cada 15 dias para que eu possa acompanhar essa evolução de perto e fazer as trocas dos alinhadores.

Em alguns casos é necessário fazer um ajuste entre um dente e outro com uma lixinha para que esse dente tenha espaço para se movimentar. Ao final do uso planejado das moldeiras, nós vamos checar se o resultado ficou satisfatório.

Isso porque como o processo se dá digitalmente e nós somos seres biológicos, precisamos saber se esse dente vai se movimentar conforme projetamos no computador. Isso vai depender da resposta e da disciplina de cada paciente.

Eu sempre falo isso com meus pacientes. Se você não for usar o aparelho, não adianta eu propor um alinhador para você. O alinhador é praticamente um aparelho fixo com a vantagem que você pode tirar em alguns momentos.

O ideal é que você fique o máximo de horas possíveis. Em geral eu preconizo 22 horas por dia para que esse movimento seja realizado. Não adianta usar 5 ou 6 horas por dia e esperar o resultado final adequado.

Nos casos em que o paciente usou corretamente as moldeiras e não chegamos ao resultado perfeito, realizamos novamente um projeto e mais três moldeiras para um último movimento mais refinado. Às vezes, como foi o caso desta paciente, ao alinhar corretamente os dentes percebemos um desgaste anterior devido ao dente fora de posição, mas que era imperceptível no inicio, quando o dente estava tortinho.

Então nem sempre quando terminamos a sequência de alinhadores finalizamos o tratamento.  Algumas vezes são necessários esses ajustes finais, como restaurações de resina estéticas, para aí sim chegarmos ao sorriso perfeito!

O destaque para esse tratamento foi que com as moldeiras a paciente realizou o procedimento em 6 meses e com o aparelho fixo isso levaria um ano. Então indico este tratamento para quem busca conforto, rapidez e não se sente à vontade com os aparelhos fixos convencionais.

Os alinhadores vieram para ajudar nesse processo e corrigir pequenas imperfeições! Ficou claro para vocês?

Se tiver qualquer dúvida, conte com a Clínica Renata Avighi. Entre em contato!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *